imprimir

UBIRAJARA Ribeiro
Pintor, desenhista, gravador, aquarelista, arquiteto e professor.
Ubirajara Motta Lima Ribeiro (1930: São Paulo, SP – 2002: idem).

1948 – Estudou pintura com Vicente Mecozzi.
1952-54 – Fez curso com Pedro Corona, Waldemar da Costa e João Rossi.
1954 – Formou-se arquiteto pela Universidade Mackenzie, em São Paulo.
1956 – Fez curso livre de gravura com Mário Cravo Júnior na Escola de Belas Artes da Universidade da Bahia, Salvador, BA.
1960 – Passou a lecionar na Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie e na Fundação Armando Álvares Penteado. Neste mesmo ano, recebeu uma bolsa de estudo do governo francês e passou a estagiar em um escritório de arquitetura em Paris.
Década de 1960 – Pertenceu ao grupo dos cinco pintores-arquitetos, juntamente com Flávio Império, Samuel Szpigel, Maurício Nogueira Lima e Sérgio Ferro.
Década de 1970, primeira metade – Desenvolveu importantes trabalhos arquitetônicos, tais como a sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Energia Elétrica de São Paulo e o Teatro Castro Alves e a Refinaria de Mataripe, em Salvador.
1971 – Elaborou a montagem da 11ª Bienal Internacional de São Paulo, juntamente com Walter Maffei.
1972 – Passou a estudar gravura em metal com o professor Evandro Carlos Jardim na Universidade de São Paulo.
1976 – Resolveu abandonar a arquitetura para dedicar-se exclusivamente às artes plásticas.
1977 – Foi premiado pela 1978 – Organizou a exposição Papéis & Cia. no Paço das Artes. Dessa exposição resultou a formação da Cooperativa de Artistas Plásticos de São Paulo.
1980 – Recebeu prêmio de pesquisa da Associação Paulista de Críticos de Arte.
1991 – Ganhou o prêmio de melhor evento do ano na Galeria Sesc Paulista.

Realizou as seguintes exposições individuais:
1960 e 66– Galeria Ponto de Encontro, São Paulo.
1964 – Galeria Mobilinea, São Paulo; Seta Galeria de Arte, São Paulo.
1965 – Galeria Mobilínea, Taubaté, SP.
1969 e 72– Seta Galeria de Arte, São Paulo.
1975 – Ubirajara Ribeiro: retrospectiva, São Paulo.
1977 – Graphus Galeria de Arte, São Paulo, prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte de melhor gravador do ano.
1980 – Artespaço Galeria de Arte, Recife, PE; Galeria Sesc Paulista, São Paulo.
1981 – Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, SC; Galeria Guignard, Porto Alegre, RS.
1982 – Arte sobre Papel, Galeria Suzanna Sassoun, São Paulo.
1985 – Centro Cultural São Paulo, São Paulo.
1987 – As Partes (de) Ubirajara, Paulo Figueiredo Galeria de Arte, São Paulo.
1991 – Espaço Cultural Quo Vadis, São Paulo.
1992 – Prefeitura Municipal de Bauru, Bauru, SP; Centro Cultural Patrícia Galvão, Santos, SP; Galeria Paralelo 23, São Paulo.
1993 – The End-A-Final, Paulo Figueiredo Galeria de Arte, São Paulo; Sonoma University Art Gallery, Sonoma, Estados Unidos; University Art Gallery, Washington, Estados Unidos; Biblioteca do Congresso, Washington.
1998 – Galeria Espaço Azul, São Paulo.
2000 – Centro Cultural Brasil-Estados Unidos, Belém, PA.
2001 – Ubirajara Ribeiro: segmentos, Múltipla de Arte, São Paulo.

Participou, entre outras, das seguintes mostras coletivas:
1956 – Petit Salon, Maison de France, Rio de Janeiro, prêmio de viagem ao exterior.
1961 – 10º Salão Paulista de Arte Moderna, Galeria Prestes Maia, São Paulo, prêmio aquisição.
1964 – 13º Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo, medalha de ouro.
1971 – 11ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo.
1974 – Arte Grafico Brasileño Hoy, na Sala de Exposiciones de la Direccion General de Bellas Artes, Barcelona, Espanha.
1979 – Artistas Brasileiros, BACI, Washington.
1981 – 10 Artistas Brasileños, Museo de Arte Moderno de Bogotá, Colômbia.
1984 – A Cor e o Desenho do Brasil, São Paulo; Haia, Holanda; Londres, Inglaterra; Lisboa, Portugal; Paris, França; Roma, Itália; Madri, Espanha.
1993 – 1º Salão Paulista de Aquarelas, na Faculdade Santa Marcelina, São Paulo, primeiro prêmio
2000 – 12ª Bienal Iberoamericana de Arte, no Palácio de Bellas Artes de La Ciudad de México, Cidade de México, México.

As exposições abaixo, entre outras, apresentaram, postumamente, trabalhos do artista:
2003 – Arte e Sociedade: uma relação polêmica e A Subversão dos Meios, ambas no Itaú Cultural, São Paulo.
2004 – O Preço da Sedução: do espartilho ao silicone, Itaú Cultural, São Paulo.


Fontes
ARAUJO, Olívio Tavares de. Ubirajara Ribeiro: Segmentos. coord. Gabriel Vlavianos, Múltipla de Arte, São Paulo, 2001.
ARAUJO, Olívio Tavares de (curad). Ubirajara Ribeiro: um aquarelista essencial. Múltipla de Arte, São Paulo, 2008.
LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário Crítico da Pintura no Brasil. p. 514, Artlivre, Rio de Janeiro, 1988.
PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1969.
SPANUDIS, Theon. O pop-art de Ubirajara. Revista Habitat, nº 79, São Paulo, 1964.
ZANINI, Walter. História Geral da Arte no Brasil. Instituto Moreira Salles, Fundação Djalma Guimarães, São Paulo, 1983.
< http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=artistas_
biografia&cd_verbete=3444&cd_item=34&cd_idioma=28555>
< http://www.acervos.art.br/gv/artistas_brasileiros/bio_ubirajara.php+catedral+presbiteriana+de+
bras%C3%ADlia+-+funda%C3%A7%C3%A3o&cd=10&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br>

 

PSM