imprimir

VIEIRA, Décio
Pintor e desenhista.
Décio Luiz Monteiro Vieira (1922: Petrópolis, RJ – 1988: Rio de Janeiro, RJ).

1948 – Estudou técnicas de pintura e desenho com Axl Leskoschek na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.
1948 – Começou a ter aulas de pintura com Ivan Serpa no Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
Década de 1950, meados – Passou a frequentar o Grupo Frente, movimento que contribuiu para o desenvolvimento da arte concreta no Brasil.
1954-62 – Confeccionou estampas para tecidos com Fayga Ostrower.
1966 – Participou da realização do mural “Dom Bosco” para o Palácio dos Arcos, em Brasília, DF.
Década de 1970 – Tornou-se professor de pintura no Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
Criou, juntamente com Dulce Vieira, uma escola de arte para as crianças moradoras da favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Realizou a seguinte exposição individual:
1987 – Galeria Thomas Cohn, Rio de Janeiro.

Participou, dentre outras, das seguintes exposições coletivas:
1953 – 1ª Exposição Nacional de Arte Abstrata, no Hotel Quitandinha, Petrópolis; 2ª Bienal Internacional de São Paulo, Museu de Arte Moderna, São Paulo.
1959, 60 – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa, Leverkusen e Munique, Alemanha, e Viena, Áustria; Hamburgo, Alemanha; Lisboa, Portugal; Madri, Espanha; Paris, França; e Utrecht, Holanda.
1960 – Konkrete Korst, Helmhaus, Zurique, Suíça.
1985 – 8º Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
1987 – Abstração Geométrica: concretismo e neoconcretismo, Museu de Arte Brasileira, Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo.

Algumas de suas obras estiveram presentes em exposições realizadas postumamente, entre as quais as seguintes:
1989 – Pequenas Grandezas dos Anos 50, Gabinete de Arte Cleide Wanderley, Rio de Janeiro.
1998, 99 – Arte Construtiva no Brasil: Coleção Adolpho Leirner, Museu de Arte Moderna, São Paulo; Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro.
2000 – Século 20: arte do Brasil, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Lisboa, Portugal; Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, Lisboa e São Paulo.
2005 – Expresso Abstrato, Museu Imperial, Petrópolis.


Fontes
ARTE construtiva no Brasil. Textos de Edemar Cid Ferreira e M. F. do Nascimento Brito. MAM, Rio de Janeiro, 1999.
AXL Leskoschek e seus alunos: Brasil 1940-1948. Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro, 1985.
CANONGIA, Ligia (coord). Abstração geométrica: 1. concretismo e neoconcretismo. Apres. Luciano Figueiredo. Funarte, Rio de Janeiro, 1987.
GULLAR, Ferreira. Neoconcretimso: 1959-1961. Apres. Frederico Morais. Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro, 1984.
LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário Crítico da Pintura no Brasil. p. 525, Artlivre, Rio de Janeiro, 1988.
PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Edições Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 1987.
< http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=
artistas_biografia&cd_verbete=1513&cd_item=34&cd_idioma=28555>
< http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:Db9Fro6goMJ:daniname.
wordpress.com/2010/03/22/deciovieira/+escola+de+arte+da+rocinha+D%C3%A9cio
+Vieira&cd=5&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br>

 

PSM